voltar


AVALANCHE

Quem há de negar que estamos atualmente submersos em uma AVALANCHE descontrolada de redes sociais da internet? Para onde nos levará esta compulsiva produção de imagens geradas a todo o momento nos mais diversos canais de comunicação? Como explorar criativamente a diversidade de linguagens, olhares, profissões, negócios e narrativas? Partindo destas indagações, o curador Batman Zavareze, do Festival Multiplicidade, convidou treze artistas para, ao longo de um ano, postarem diariamente conteúdos livres e autorais, com o propósito de expor poeticamente o que ainda está oculto ou pouco revelado em nosso imaginário. Os artistas convidados são: Adriano Motta, Camila Morgado, Clelio De Paula, Deborah Engel, Diana Sandes, Gabriela Maciel, João Penoni, Kenzo Mayama, Manuel Scrofft, Luiza Baldan, Matheus Leston, Nico Espinoza e Marcelo Yuka. A estes criadores, une-se o trio de artistas-críticos formado por Marta Porto, Fausto Fawcett e Bebeto Abrantes. O trio propõe reflexões sobre algumas questões suscitadas pela AVALANCHE digital em que vivemos: a tensão entre a geração e o consumo de conteúdos; o fetiche da autoexposição; a democratização das mídias sociais; as novas linguagens surgidas diariamente; o mundo entre a anomia e a distopia; e a obsolescência programada das memórias e dispositivos.

Nico Espinoza artista convidado de Novembro

Nico Espinoza é um sound designer e músico experimental, natural de Chile, que mora no Rio de Janeiro. Esteticamente interessado no ruído, o exercício de escuta ativa na forma de captação de sons de forma espontânea faz uma parte importante do seu processo. Suas obras sonoras são construídas por algoritmos inspirados em esta prática, fenômenos físicos e modelos matemáticos. Independente do formato final do trabalho; composição algorítmica, improvisação livre, instalação, a aleatoriedade e a interatividade fazem parte do trabalho. Seus trabalhos foram expostos em diferentes lugares do Rio de Janeiro, como o Teatro Oi Futuro Flamengo, o Centro de Artes Maré e a Galeria de Arte Anita schwartz, em São Paulo, no Museu Brasileiro de Escultura, como parte da exposição coletiva Paisagens Invisíveis, na exposição coletiva Idiocracia Artificial em Linz, na Áustria, e na Imagine! Festival de Ideias e Política em Belfast. Ele tem publicado no Fórum Ircam, no Congresso Brasileiro de Música e Matemática e na Conferência e no Jornal da Sociedade de Música Eletroacústica da Coréia.



Artistas Convidados

Camila Morgado - Agosto
Camila Morgado é atriz. Seu trabalho autoral busca linguagens transversais. Camila investiga emoções e auto-representação.

Gabriela Maciel - Setembro
Gabriela Maciel. (Brasil, 1977). Artista transmídia, curadora independente, fundadora e diretora da plataforma cultural TAL Projects. Gabriela explora de forma transdisciplinar o conceito das relações e percepções humanas inseridas numa sociedade tecnológica. Seu trabalho inclui performances, instalações, esculturas, vídeos, fotografias e arte digital. Graduada Bacharel em Artes Visuais pela Central Saint Martins, University of The Arts, Londres, e em Moda pela Cândido Mendes, Rio de Janeiro.

Relacionados